Minha página no facebook.

sábado, 9 de maio de 2015

Estudo - Amando com amor divino

Estudo para células

TEMA: AMANDO COM AMOR DIVINO
Pastor Marcio Souza da Silva


TEXTO:  Mateus  28 .18, 19, 20.  "Então, Jesus aproximou-se deles e disse: "Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos".

Introdução
Queremos falar neste estudo sobre algumas características que tanto igreja como cristãos precisam viver para manifestar o amor divino.
Tentaremos nesse estudo trabalhar, autoridade, direito dado a igreja por Jesus Cristo e a causa pela qual a igreja deixou de exercer autoridade e o direito em fazer discípulos  que ele mandou. Sendo bem claro nessa narrativa , esses dois problemas em pauta, estão relacionado a visão que temos a respeito do que é o amor de Deus. A igreja classifica o amor de Deus da forma como a sociedade tem analisado. A sociedade entende amor pela ótica do prazer, bem estar, hedonismo, libido e desejo, paixão. Quando falamos da missão  de fazer discípulos precisamos amar como ele amou. Deus amou com, amor sacrificial (Ágape), amor de terno afeto (Phileo). Amando como Deus, recuperaremos, o que foi perdido, autoridade e serviço.

Tema:  Amando com amor divino.
Texto: Mateus 28 18 a 20.

1° Ponto
Para amar com amor divino precisamos: Reconhecer que em Cristo a igreja está revestida de autoridade. V.18,
Autoridade do grego exousia , direito para mandar.
A igreja recebeu de cristo esse poder. A igreja é como uma arma de grosso calibre, a igreja é a expressão exata da manifestação do poder de Cristo. Quando amamos com amor divino entendemos que temos autoridade para manifestar o que nos foi dado  por Cristo. Pois assim como Jesus tem poder sobre os céus e terra. A igreja que foi comprada pelo seu sangue tem direito em representá-lo nessa terra.
A igreja que ama, é uma igreja que tem autoridade para expressar o amor divino.  Mas, por que é necessário amar para recuperar a autoridade? Quando lemos o texto de João 3.16, entendemos que Deus entregando seu único filho em oferta pelo pecado da humanidade, demonstrando seu amor e poder em comprar o homem do mercado do pecado. Pela morte de Jesus Cristo todo homem passou a ter vida com Deus, Logo pela morte de Jesus e sua ressurreição, Deus deixa claro que Jesus se torna o senhor da vida. Tornando-se Jesus Cristo senhor da vida, ele tem poder e autoridade para perdoar pecado.
A igreja que foi comprada pelo seu sangue ,é representante legal dessa autoridade. Daí amar com amor divinal o homem pecador, é recuperar essa autoridade. Para igreja fazer discípulos expressar o amor. Porque amor é a conseqüência da manifestação da autoridade.    

2° Ponto
Para amar com amor divino precisamos: Obedecer a ordem do mestre V.19 
No militarismo existe uma fase: Missão dada é missão cumprida! Acredito que o amor à pátria faz com que o soldado seja dedicado no cumprimento da sua missão. Se estamos amando com amor divinal, precisamos obedecer em amor, a ordem que nos foi dada. Essa ordem se divide assim:

1° precisamos aceitar o ide. Nesse ide temos: Desafio e Alvo.
1.1  Um desafio. Alcançar os perdidos
1.2  Existe um alvo. Fazer desses perdidos discípulos.

2° Precisamos estar batizados no batismo do amor. A segunda parte do versículo 19, traz uma expressão utilizada por pastores na hora do batismo. Eu te batizo em nome do pai, em nome do filho, e no nome do Espírito Santo. Todo crente é batizado em nome de um Deus triúno, Pai, filho e Espírito Santo . Não quero falar de batismo como pública profissão de fé, mas quero falar do batismo do amor. Você sabe que Deus é amor, você sabe que batismo é o ato de mergulhar, da palavra “baptizo” .  A virgula é um sinal que indica a menor de todas as  pausas numa oração. Quando analisamos esse texto podemos trabalhar a ideia de estarmos imergidos no amor de Deus pois fomos batizados em seu   caráter (amor). Para obedecermos a ordem precisamos estar imergidos em seu amor. Fomos batizados em nome do Pai, assim como nascemos para Deus em nosso batismo sepultando o velho homem. No batismo do pai estaremos matando em nós um amor sem compaixão, misericórdia e fazendo ressurgir o verdadeiro amor do pai.

3° PONTO
Para amar com amor divino precisamos: Amar com amor divino e não com o amor do mundo. 1° João 4. 7 e 10 ,11.
A sociedade ama com amor EROS. Deus ama com amor ÁGAPE e PHILEO.  Nós não amamos só pelo prazer, amamos como ele nos ensinou a amar. A igreja de Cristo não ama como o mundo aprendeu amar. Vou dar um exemplo do amor do mundo (Eros). Os gays ,as lésbicas, defendem que Deus os aceita por que ele é amor, eles só se esquecem de definir qual amor. Pensam que Deus ama com amor EROS ,amor de libido , amor de cunho sexual. O amor de Deus, é amor de doação sacrificial (deu seu filho) , amor de terno afeto, amor de amigo verdadeiro, amor de doação, amor de preocupação, amor altruísta, amor de servo (Doulos, Escravo que serve ao seu senhor).  
A Igreja está amando como o mundo e esquecendo de amar com amor divinal. Precisamos olhar o homem pecador com o mesmo olhar de Deus e com o mesmo amor. Para isso precisamos aprender a ser mais amigos de Deus, mais servo.

Conclusão


Para igreja viver autoridade e cumprir sua missão  e amar com amor divinal. Ela precisa  obedecer a ordem dada e amar com amor oposto, ao amor dessa sociedade. Precisamos, imergir no batismo de amor que é oferecido por Deus, não devemos  deixar o amor que o mundo oferece virar referencial para nós. O mundo ama com amor EROS, nós amamos com amor Ágape (Amor sacrificial, amor de entrega total que visa o resgate do homem pecador), nós amamos com amor PHILEO ( amor que se preocupa em livrar o homem da condenação eterna). Só assim estaremos amando com amor divinal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sejam bem-vindos. Antes de sair não deixe de comentar. Obrigado.

Vedean - Visão evangélica de ensino amigo do Noivo.