Estudo - A vida de santidade.

Estudo para Células

Estudo 
por Pr. Marcio Sousil

  Tema:  A vida de santidade
(citações do livro "5 Perspectivas Sobre a Santificação" de Stanley Gundry)



Texto para estudo:
 Lv 19.1,2.:  " Falou mais o Senhor a Moisés, dizendo: Fala a toda congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Santos  sereis porque eu, o Senhor vosso Deus, Sou Santo".

Introdução

Vida de santidade era o que se esperava de um povo chamado para ser santo,residindo em uma terra santa e servindo a um Deus santo. A tônica do código de santidade é atual e tem a ver com o povo de Deus em todas as épocas e em todos os lugares: Santos sereis, porque eu, o senhor vosso Deus, sou santo(v.2); Santificai-vos, sede santos, pois eu sou o Senhor vosso Deus (Lv 20.7).
No capítulo 19 de Levítico percebe-se a ênfase no relacionamento respeitoso que se deve haver entre o homem e Deus. As expressões: eu sou o Senhor e eu sou o Senhor vosso Deus ocorrem 16 vezes nesse capítulo. A própria natureza de Deus impõe a santidade nesse relacionamento (Lv 11. 44, 45).
Quando se fala de santidade no relacionamento com Deus, é preciso entender que isso vai além da experiência subjetiva, restrita aos sentimento internos do indivíduo. A santidade no relacionamento com  Deus tem implicações práticas, mais precisamente, implicações éticas e morais. O comportamento daquele que cultiva verdadeiramente a santidade no relacionamento com Deus é compatível com as qualidades divinas. A santidade no relacionamento com Deus é, portanto, mais que uma questão teológica: é coerência na prática dos mandamentos do Senhor.
Vejamos, então algumas dimensões em que a nossa santidade deve se tornar evidente.

1º A SANTIDADE NA VIVÊNCIA FAMILIAR. Cada um respeitará a sua mãe e seu pai...(v.3). A Bíblia é clara sobre os deveres de cada membro da família( Ef 5. 24, 25;Cl 3.18-20).

2º A SANTIDADE NA VIDA SOCIAL. A santidade na vida social tem por base o amor ao próximo. Amarás o teu próximo como a ti mesmo (v.18). Hoje há uma tendência em se fazer separação entre vida espiritual e vida secular. Às  vezes adota-se um tipo de conduta aceito e praticado pela sociedade, mas condenado pela palavra de Deus. Algumas práticas toleradas pela sociedade atual, mas condenadas no texto, são:

FURTO- (vv.11,13).

MENTIRA- (vv.11,13).

INJUSTIÇA-(v.15).

MALEDICÊNCIA- (vv. 16,17).

VINGANÇA- (v.18).

3º SANTIDADE NA PRÁTICA RELIGIOSA.Guardareis os meus sábados e reverenciareis o meu santuário (v.30). A santidade evidenciada no respeito a Deus e na boa vivência social deve ser celebrada liturgicamente, através de práticas religiosas corretas e equilibradas. Algumas delas são apresentadas no texto e podem ser perfeitamente contextualizadas:

REPÚDIO À IDOLATRIA (vv.4,5).

RESPEITO PELO SAGRADO (v.26).

CUIDADO COM O CORPO (VV.27-29). A santidade na prática religiosa envolve, portanto, o cuidado do corpo. O nosso corpo é morada do Espírito Santo(1ºCo3.16,17; 2º Co7.1; 1ºTs 4.3-7).


Comentários